Imagem capa - Objetivos vão muito além de sonhos por Camila Farani
InovaçãoEmpreendedorismo

Objetivos vão muito além de sonhos

Quando alguém começa a falar sobre objetivos e propósito, você pensa que está diante de mais uma conversa abstrata que não leva ninguém a lugar nenhum?

Esse ainda é o pensamento de muitos gestores de empresas de todos os nichos que você pode imaginar.

Só que hoje eu não quero falar sobre conceitos totalmente abstratos, mas do conceito que pode ser o que vai levar o seu negócio para um nível acima da concorrência.

Porque quando eu falo sobre objetivos estou falando sobre a importância que existe em entender exatamente por que você e a sua empresa fazem o que fazem todos os dias.


Qual é o grande objetivo do seu negócio?

É claro que o lucro tem que fazer parte dos objetivos de quem monta ou administra um negócio, mas só isso não cria negócios sólidos no longo prazo.

No entanto, a maioria das empresas enfrenta um grande problema na hora de comunicar ao mercado quais são os seus objetivos, simplesmente porque elas não sabem quais são.

O resultado disso é que essas empresas acabam passando adiante mensagens que literalmente não empolgam ninguém, principalmente consumidores e investidores.

A consultoria Mckinsey publicou em abril um documento onde uma pesquisa com mais de 1.000 pessoas de empresas norte americanas reflete bem esse dilema.

Na pesquisa, 82% dos respondentes afirmaram ser importante ter um objetivo definido para o negócio, mas 42% afirmaram que declarações feitas pelas empresas tiveram pouco impacto nos negócios de maneira geral.


Perguntas cruciais

Esse sentimento percebido no estudo da McKinsey surge porque como ainda é muito difícil para CEOs, e gestores em geral tirar 100% da sua atenção nos lucros, os objetivos que são definidos para suas empresas chama pouca ou nenhuma atenção.

Se você parar para analisar rapidamente qual é o objetivo principal de duas das maiores empresas do mundo atualmente, vai entender por que isso é tão importante.

Jeff Bezos define a missão da Amazon como “ser a empresa mais centrada no cliente em todo o planeta Terra”, e quando você usa algum serviço da Amazon, isso fica claro.

Já o Google, tem como seu objetivo central “organizar as informações do mundo para sejam universalmente acessíveis e úteis para todos”, e é exatamente isso que os usuários recebem da empresa.

E entre os CEOs das maiores empresas do mundo que fazem parte do Fortune 500 CEOs, apenas 7% deles acredita que suas empresas não devem se preocupar com nada que não seja o lucro.

Por isso, não importa se a sua empresa é grande ou pequena, você também pode fazer isso com a ajuda de algumas perguntas, como por exemplo:

⦁ Algum produto ou mercado deve ser deixado para que seja possível alcançar os objetivos do negócio?

⦁ O que a sua empresa não está medindo hoje, que pode ser cobrado pela comunidade e pela sociedade no futuro?

⦁ Se o negócio teve sucesso no passado, o que o levou a esse ponto? E como essa base pode ajudar na evolução do negócio?

⦁ De que forma os objetivos da empresa ajudam a fortalecer seus valores e sua cultura?

Isso pode trazer benefícios para o negócio, seja com uma percepção maior de valor pelo mercado, ou pelo engajamento dos seus colaboradores.

Além disso, com essas respostas fica muito mais fácil definir os pontos mais importantes para encontrar o propósito da empresa, como você pode ver no gráfico abaixo:



Objetivos em tempos de Covid-19

Se em tempos normais já é importante saber exatamente o que a sua empresa faz, durante essa situação de pandemia que o mundo vive esse desafio se torna ainda maior.

Porque as empresas estão sendo forçadas a não visar somente o seu lucro, mas a oferecer ajuda e atender as necessidades do momento.

E aqui o papel da liderança é o que vai determinar se a sua empresa vai ou não conseguir passar por essa fase.

Porque nesse momento, os seus funcionários estão preocupados com suas famílias, seu sustento e outras questões que acabam prejudicando seu foco no trabalho.

Então é muito importante que você deixe claro para essas pessoas não somente o que deve ser feito, mas também o motivo da realização daquela tarefa, seja ela qual for.

Além disso, em vez de tomar decisões de cima pra baixo, busque envolver os seus liderados no processo de decisão sempre que possível.

E por último, não adianta você exigir que a sua equipe dê as caras num momento difícil como o atual, sem que você seja o exemplo dessa atitude.

Dessa forma é possível definir com muito mais clareza qual é o grande objetivo da sua empresa, usando-o para gerar ainda mais lucro, mesmo com todos os problemas que o mundo enfrenta hoje.

Imagem de capa: Faculdade Unyleya